SAJ: Homem diz que matou taxista porque foi reconhecido pela vítima; veja vídeo com suspeito saindo do táxi - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

SAJ: Homem diz que matou taxista porque foi reconhecido pela vítima; veja vídeo com suspeito saindo do táxi



Um homem foi preso, na noite desta segunda-feira (19), pela morte do taxista Edivaldo Andrade, de 59 anos, encontrado morto dentro do carro, próximo ao bairro Clube dos 1000, em Santo Antônio de Jesus, no início da tarde desta segunda-feira (19). 

Na delegacia, ele confessou o crime, dizendo que o taxista chegou a dar conselhos para que ele saísse, mas o matou quando foi reconhecido. Uma mulher , vizinha do assassino, também foi presa, portando drogas. O taxista residia no bairro Juerana. Câmaras de seguranças mostraram o suspeito saindo do veículo da vítima alguns minutos após a ação, deixando o carro desligado.

Em entrevista, o médico perito Dr. João Benedito disse que a vítima foi atingida na região da nuca e a bala transfixou. Fragmentos da bala foi localizada no interior do veículo.

“Os indícios dão para um latrocínio. Em exames iniciais, foi um único tiro de curta distância na parte de trás da cabeça que transfixou”, explicou. 

O carro da vítima foi encontrado por populares no acostamento da BA-046 e a vítima ainda usava o cinto de segurança. blogdovalente
Ver essa foto no Instagram

Um casal foi preso, na noite desta segunda-feira (19), suspeito de participação na morte do taxista Edivaldo Andrade, de 59 anos, encontrado morto dentro do carro, próximo ao bairro Clube dos 1000, em Santo Antônio de Jesus, no início da tarde desta segunda-feira (19). O taxista residia no bairro Juerana. Segundo informações do Capitão Bitencourt, da Polícia Rodoviária Estadual, há evidencias de que o homem foi vítima de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte. Documentos e outros pertences da vítima não foram encontrados. Em entrevista ao repórter Itajaí Júnior da Andaiá FM e ao Blog do Valente, o médico perito Dr. João Benedito disse que a vítima foi atingida na região da nuca e a bala transfixou. Fragmentos da bala foi localizada no interior do veículo. “Os indícios dão para um latrocínio. Em exames iniciais, foi um único tiro de curta distância na parte de trás da cabeça que transfixou”, explicou. O carro da vítima foi encontrado por populares no acostamento da BA-046 e a vítima ainda usava o cinto de segurança. Conforme o médico perito, não há indícios de luta ou outro tipo de lesão causada por violência no corpo da vítima.

Uma publicação compartilhada por Léo Valente - Blog do Valente (@blogdovalentee) em

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!