Mulher leva idoso morto para fazer "prova de vida" em banco de campinas - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Mulher leva idoso morto para fazer "prova de vida" em banco de campinas


Uma mulher levou um homem de 92 anos em uma cadeira de rodas em uma agência do Branco do Brasil em Campinas, no interior de São Paulo. O idoso ia fazer prova de vida para comprovar a continuidade do recebimento da aposentadoria.

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita de 58 anos, que não teve a identidade revelada, está sendo investigada crime de exposição de cadáver e estelionato previdenciário. 

Segundo os agentes a mulher começou a gritar dentro do banco dizendo que o homem estava passando mal. Uma ambulância foi acionada e os socorristas constataram que o idoso já estava morto há mais tempo.

A suspeita morava com o senhor há cerca de dez anos e era responsável pela pensão dele. Ela contou para os policiais que conversou com o homem pela última vez na noite anterior a ida ao local e não sabia que ele estava morto.

Outras duas pessoas acompanharam a dupla e também devem ser investigadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!