Flávio Bolsonaro pede que PGR investigue servidores da Receita por acesso a dados sigilosos - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Flávio Bolsonaro pede que PGR investigue servidores da Receita por acesso a dados sigilosos



O senador Flávio Bolsonaro pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR), através de sua equipe jurídica, que investigue supostas ilegalidades cometidas por servidores da Receita Federal na investigação contra ele. Solicitou também que o Serviço de Processamento de Dados do governo federal (Serpro) repasse a identificação dos funcionários que acessaram suas informações fiscais e as de sua mulher, a dentista Fernanda Bolsonaro.

De acordo com a Época, o documento foi encaminhado para o procurador-geral da República, Augusto Aras, na noite desta segunda-feira (27). A equipe de Aras estaria avaliando as solicitações. Interlocutores veem a ação do filho de Bolsonaro como uma estratégia para anular o caso Queiroz.

A acusação de violação já tinha sido apresentada pela defesa de Flávio no final de agosto ao presidente Jair Bolsonaro e ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI). Segundo a denúncia, auditores fiscais dos escritórios da Inteligência e da Corregedoria da Receita no Rio teriam acessado dados sigilosos do senador.

“A defesa do senador Flávio Bolsonaro confirma que ingressou, na data de ontem, com um pedido de investigação, no MPF, para que sejam apurados os inúmeros delitos contra ele praticados, bem como descobertos os partícipes da verdadeira quadrilha que lá atuou por tanto tempo violando, covarde e clandestinamente, inúmeros direitos do parlamentar, usando senhas invisíveis e pessoas que funcionavam como verdadeiros fantasmas na execução desses ilícitos", afirmou a defesa de Flávio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!