Roberto Jefferson defende aliança de Bolsonaro com o Centrão: "Ou se alia a esses partidos ou ele vai cair" - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Roberto Jefferson defende aliança de Bolsonaro com o Centrão: "Ou se alia a esses partidos ou ele vai cair"


Presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, vê como um movimento de sobrevivência a recente aproximação de Jair Bolsonaro com os partidos que formam o bloco chamado de Centrão. Em entrevista ao A Tarde, o ex-deputado disse que se o presidente não se aliar àqueles que representam a velha política, "ele vai cair".

Nos últimos tempos, tem crescido a rejeição do presidente, apesar do 1/3 que se mantém fiel ao seu governo. Os recentes embates com governadores e a atuação frente ao combate ao novo coronavírus no país, somadas à saída do seu ministro mais popular, o Sergio Moro, fizeram o impeachment ser cada vez mais cogitado. 

“Se ele não fizer, ele vai cair. Ou Bolsonaro se alia a esses partidos ou ele vai cair", disse Roberto Jefferson, que teve o mandato cassado após ser condenado no Mensalão, e agora é um dos mais novos apoiadores do governo Bolsonaro.

O petebista também atacou a decisão do ministro Alexandre Moraes que impediu a nomeção de Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Polícia Federal, motivo de crise no Governo e de rompimento total com o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro. 

Roberto Jefferson garantiu que "se fosse o Bolsonaro" iria rasgar de jogar fora a publicação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que foi acusado pelo próprio presidente de ter sido escolhido por Michel Temer por uma relação de amizade.

“Eu, se fosse o Bolsonaro, sabe o que eu faria com aquele mandato de segurança? Eu rasgava e jogava no lixo. Publicava a nomeação do Dr. Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal, dava a posse e mandava o ministro Alexandre Moraes ir reclamar com o papa, lá em Roma. Eu não acataria essa decisão arbitrária que ele tomou (…). o meu conselho ao presidente Bolsonaro é o seguinte: corcoveia, joga no chão este ministro, desafia ele a tomar uma atitude depois que você desobedecer este mandado, que é inconstitucional, que é ilegal", disparou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!