Trabalhadores informais de Salvador devem receber mais de R$ 100 milhões em ajuda devido ao coronavírus; saiba mais - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

segunda-feira, 30 de março de 2020

Trabalhadores informais de Salvador devem receber mais de R$ 100 milhões em ajuda devido ao coronavírus; saiba mais


O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou, nesta segunda-feira (30), R$ 105 milhões em ajuda para os trabalhadores informais da capital baiana, impactados pelo isolamento social por causa do coronavírus.

Até a manhã desta segunda-feira, o número de pacientes infectados pelo Covid-19 na Bahia passava de 150. Uma pessoa morreu.

De acordo com a prefeitura, será criado o benefício “Salvador por Todos” no valor de R$ 270 . Do total, R$ 70 é voltado para o gás e R$ 200 para alimentação (duas cestas básicas).

Segundo a prefeitura, 20.485 trabalhadores já estão cadastrados pelo município. Do total, 12 mil são ambulantes, feirantes, barraqueiros e camelôs; 622 são guardadores de carro; 1.290 baleiros; 646 baianas de acarajé e 334 recicladores.

Além deles, o benefício será voltado para 400 pessoas que recebem o auxílio aluguel da prefeitura por serem população em situação de rua, estarem em estado de vulnerabilidade ou que não são contempladas pelo Bolsa Família.

Também receberão o benefício 3.639 taxistas e auxiliares de taxistas; mototaxistas acima de 60 anos e 1.554 motoristas de aplicativos, todos com idade acima de 60 anos.

O pagamento do benefício “Salvador por Todos” será feito no início de abril. O prefeito não detalhou como será feito o pagamento, mas informações inciais é de que a quantia será entregue por meio de ordem bancária, quando a quantia é retirada na boca do caixa.

“Ao longo da próxima semana vamos efetuar o pagamento para os beneficiários que estão no cadastro da prefeitura. Quem não está no cadastro vai ter um canal de comunicação com a prefeitura e se houver comprovação de que ele é ambulante e que ela não goza de outros benefícios, como aposentadoria, por exemplo, ele poderá ser incluído no Salvador por Todos”, explicou Neto.

As ações têm previsão de duração de três meses, mas é possível prorrogá-las. Além do Salvador por Todos, o prefeito informou que 3.900 refeições serão entregues para pessoas em situação de rua.

O prefeito ainda contou que o dinheiro que será repassado para os trabalhadores informais é do município e para utilizá-lo será necessário votação na Câmara de Vereadores de Salvador. A data da votação não foi informada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!