Passaporte de Ronaldinho pertence a mulher, diz MP do Paraguai - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quinta-feira, 5 de março de 2020

Passaporte de Ronaldinho pertence a mulher, diz MP do Paraguai


Silguero disse, em entrevista coletiva, que os passaportes recolhidos pelas autoridades policiais são originais mas que foram adulterados; além disso, ele explicou que há duas cédulas de identidade “totalmente falsas”, com as fotos de Ronaldo e seu irmão.

Um empresário brasileiro de 45 anos, suspeito de ter fornecido os documentos irregulares, foi detido. Ele passou a noite na sede de Investigação de Delitos da Polícia Nacional.
O procurador responsável pelo caso, Federico Delfino, disse a jornalistas que Ronaldinho e seu irmão saíram do aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo, com documentação brasileira e teriam recebido os passaportes paraguaios “assim que deixaram o avião”.
Segundo a investigação, os brasileiros teriam recebido os documentos na sala VIP do aeroporto internacional da capital paraguaia. Ronaldinho e Moreira prestam depoimento na sede do Ministério Público do Paraguai.
A Polícia Nacional e autoridades dos ministérios do Interior e Público foram até o hotel após denúncia do Departamento de Identificações do Paraguai, que advertiu às autoridades migratórias sobre a irregularidade com os passaportes paraguaios.
Na suíte em que o ex-atleta está hospedado foram apreendidos passaportes paraguaios e carteiras de identidade, além de telefones celulares, de Ronaldinho e do irmão. Segundo o Ministério do Interior do Paraguai, os documentos estavam adulterados.
O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Assis Moreira, são investigados por suspeita de uso de passaporte e documentos de identificação paraguaios falsos. Eles ficaram sob custódia no hotel onde estavam hospedados em Assunção, no Paraguai, na noite desta quarta-feira (4).
O ex-ídolo da seleção brasileira de futebol está na capital paraguaia para compromissos comerciais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!