Eduardo Bolsonaro reitera críticas a governo da China, mas diz que ‘jamais ofendeu o povo chinês’ - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

sexta-feira, 20 de março de 2020

Eduardo Bolsonaro reitera críticas a governo da China, mas diz que ‘jamais ofendeu o povo chinês’


Responsável por uma crise diplomática entre China e Brasil, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) reiterou nesta quinta-feira as críticas ao governo chinês. Em nota publicada no Twitter, Eduardo afirmou que o governo da China censura informações e “mantém sigilo” sobre os casos de coronavírus no país.

Ontem, o filho do presidente da República culpou a China pela pandemia do coronavírus, e foi rebatido pela Embaixada da China no Brasil. Em meio à polêmica e a ponderações até mesmo do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, Eduardo minimizou o tom de suas críticas, apesar de defender suas declarações sobre a China.

“O governo atual da China bane plataformas como Twitter, Facebook e Whatsapp, que tem sido fundamentais no esclarecimento de dúvidas da população mundial quanto à atual pandemia. A mutação genética de um vírus pode nascer em qualquer país, mas é obrigação das autoridades deste informar à sociedade e tomar as melhores medidas para conter seu avanço.

O parlamentar disse que “jamais ofendeu o povo chinês” e que essa interpretação é “totalmente descabida”, mas na sequência disse que compartilhou “postagem que critica a atuação do governo chinês na prevenção da pandemia”. O filho do presidente afirmou que não teve a pretensão de falar pelo governo brasileiro e que “não desejamos problema com a China.

“Jamais tive a pretensão de falar pelo governo brasileiro, mas devido a toda essa repercussão, despido de qualquer vaidade ou ego, deixo aqui cristalina que minha intenção, mais uma vez, nunca foi a de ofender o povo chinês ou de ferir o bom relacionamento existente entre os nossos países”, afirmou no texto divulgado pelas redes sociais.

O deputado disse que seu comportamento “ não tem o mínimo traço de xenofobia ou algo similar”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!