Cumprindo pena em Salvador, Geddel pede para ser colocado em prisão domiciliar por causa do coronavírus - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quinta-feira, 19 de março de 2020

Cumprindo pena em Salvador, Geddel pede para ser colocado em prisão domiciliar por causa do coronavírus


A defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima pediu, nesta quarta-feira (18), ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o político seja colocado em prisão domiciliar. O argumento dos advogados é que Geddel tem 61 anos e é portador de doenças crônicas, o que o coloca no grupo de risco para contrair o coronavírus.

“Trata-se de questão atinente à preservação da saúde e da vida do peticionário, sexagenário que integra grupo de risco da pandemia do coronavírus. As medidas recomendadas inserem-se no contexto de esforço mundial de contenção da pandemia e preservação da vida a população de risco”, solicita a defesa do ex-ministro.

Geddel está preso em Salvador, na Penitenciária Lemos de Brito, desde o final de 2019. Ele foi condenado pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa na ação penal do caso relacionado aos R$ 51 milhões em espécie encontrados pela Polícia Federal, no ano de 2017, em um apartamento de luxo na capital baiana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!