Adriano da Nóbrega tinha contas pagas por milícia, revelam documentos - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quarta-feira, 11 de março de 2020

Adriano da Nóbrega tinha contas pagas por milícia, revelam documentos


O ex-policial militar Adriano da Nóbrega tinha suas contas pessoais e de familiares pagas por membros de uma milícia, segundo documentos apreendidos pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e divulgados pela Folha de S. Paulo.Os documentos foram encontrados no escritório do homem apontado como responsável pelas finanças da quadrilha de Rio das Pedras, na zona oeste do Rio.

São faturas de cartão de crédito, boletos de contas de energia e recibos em nome de Adriano — também identificado como “Gordinho” nos documentos— e com referências à mulher do ex-PM, Julia Lotuffo. Segundo a Folha, algumas empresas que aparecem na fatura do cartão de crédito foram notificadas para esclarecer quem foi o real cliente do serviço. As respostas indicam o próprio Adriano, Julia e a mãe do ex-PM, Raimunda Veras Magalhães, ex-assessora de Flávio Bolsonaro, reforçando serem contas pessoais do ex-capitão em nome de laranjas.

O nome “Gordinho” também aparece num vasto registro de contabilidade apontando rendimento com o aluguel de imóveis em favelas dominadas pela milícia. Um outro documento encontrado no escritório de Cabelo é ainda mais explícito ao apontar o vínculo entre o ex-capitão e a milícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!