Repórteres da Globo e SBT protagonizam barraco, ao vivo, em disputa por entrevista - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

sábado, 22 de fevereiro de 2020

Repórteres da Globo e SBT protagonizam barraco, ao vivo, em disputa por entrevista


Repórteres de afiliadas da Globo e do SBT no estado de Goiás protagonizaram uma situação constrangedora ao vivo ao disputarem uma entrevistada. O fato aconteceu nos jornais da edição do meio dia, nesta sexta-feira (21).

As jornalistas faziam cobertura de um crime na cidade de Bela Vista de Goiás e entrevistariam parentes da vítima. Patrícia Bringel, da TV Anhanguera, afiliada da Globo, conversava com uma tia da vítima no momento em que Rozaine Ferraz fazia a cobertura pela TV Serra Dourada, afiliada do SBT na região.

A repórter do SBT anunciou estar ao lado da irmã da vítima, mas deixou a entrevistada de lado e se aproximou do link ao vivo da repórter da Globo, alegando que gostaria de ouvir o que a mãe da vítima teria a dizer. No entanto, Patrícia estava conversando com a tia da mulher.

“Vamos ouvir um pouco aqui dela falando sobre esse sentimento de revolta, né?”, afirmou a repórter da afiliada do SBT. De pronto foi repreendida pela colega: “Por favor, eu estou falando com a tia, agora…”, afirmou, segundo o site AjuNews.

Em determinado momento da confusão a repórter da Globo tirou o microfone da entrevistada e voltou a criticar a colega: “Essa não é a mãe, essa é a tia! Nós tratamos que falaríamos com ela, com licença”. Rozaine Ferraz falou sobre o que aconteceu através de uma publicação em seu Instagram. “Minha atitude foi conforme solicitado pela família, que tia e irmã falassem uma vez com todos os repórteres ao vivo, pois estavam cansados. Assim o fiz”, declarou a jornalista.

Ver essa foto no Instagram

REPÓRTERES DA GLOBO E SBT “BRIGAM” AO VIVO POR ENTREVISTADA ➡️ Repórteres de afiliadas da Globo e do SBT, no estado de Goiás, chamaram atenção ao ‘disputarem’ uma entrevistada ao vivo nos jornais da edição do meio dia, nesta sexta-feira (21). As duas faziam cobertura de um crime na cidade de Bela Vista de Goiás, e entrevistariam parentes da vítima. Patrícia Bringel, da TV Anhanguera, afiliada da Globo em Goiás, conversava com uma tia da vítima, no momento em que Rozaine Ferraz, fazia a cobertura pela TV Serra Dourada, afiliada do SBT na região. A repórter do SBT anunciou estar ao lado da irmã da vítima, mas deixou a entrevistada de lado e se aproxima do link ao vivo da repórter da Globo, alegando que gostaria de ouvir o que a mãe da vítima teria a dizer. No entanto, Patrícia estava conversando com a tia da mulher. “Vamos ouvir um pouco aqui dela falando sobre esse sentimento de revolta, né?”, afirmou a repórter da afiliada do SBT, ao que foi repreendida pela colega: “Por favor, eu estou falando com a tia, agora…” Durante a entrevista Patrícia questionou a tia “como é que está essa situação para vocês?” e passou a ouvir a resposta. A jornalista do SBT voltou a reclamar: “Vamos ouvir, então, porque, na realidade, a família está recebendo toda a imprensa em uma coletiva, tanto a mãe quanto a irmã disseram que falariam apenas uma vez”. Foi aí que a repórter da Globo tira o microfone da entrevistada e volta a criticar a colega: “Essa não é a mãe, essa é a tia! Nós tratamos que falaríamos com ela, com licença”. Rozaine Ferraz falou sobre o que aconteceu através de uma publicação em seu Instagram. “Minha atitude foi conforme solicitado pela família, que tia e irmã falassem uma vez com todos os repórteres ao vivo, pois estavam cansados. Assim o fiz”, declarou a jornalista. #redeglobo #sbt #ajunews
Uma publicação compartilhada por AjuNews (@ajunews.com.br) em

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!