Pássaros silvestres em situação de maus-tratos são resgatados durante fiscalizações em rodovias de Itabela e Barreiras - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Pássaros silvestres em situação de maus-tratos são resgatados durante fiscalizações em rodovias de Itabela e Barreiras


Catorze pássaros silvestres, em situação de maus-tratos, foram resgatados na quarta-feira (19), durante fiscalização em trechos das BRs 101 e 242, nos municípios de Itabela e Barreiras, respectivamente. A informação é da Polícia Rodoviária Federal (PRF), responsável pela ação.

A primeira ocorrência foi registrada na tarde de quarta-feira, na altura do quilômetro 824 da BR-242, trecho de Barreiras, no oeste do estado. Os agentes federais decidiram abordar um carro com dois ocupantes.

O condutor e o passageiro do carro demonstraram nervosismo após a ordem de parada, informou a polícia. Em seguida, os agentes fiscalizaram o veículo e encontraram 13 aves silvestres aprisionadas em situação de maus-tratos. Os animais estavam em gaiolas pequenas, sujas, com fezes e sem ventilação adequada.

De acordo com a PRF, o passageiro de 38 anos, assumiu a responsabilidade da captura dos animais. Informou que “pegou” as aves em uma roça no estado de São Paulo e que levaria para o Piauí.

Ave levada em moto

A outra ocorrência envolvendo aves silvestres foi no Km 745 da BR 101, em Itabela, no extremo sul da Bahia. Na ocasião, os policiais resgataram uma ave silvestre que era transportada de forma irregular e sem qualquer autorização do órgão ambiental.

A ave era transportada em uma motocicleta, conduzida por um homem de 32 anos. Durante a fiscalização, os policiais perceberam que o piloto levava uma gaiola com um pássaro aprisionado, demonstrando total falta de cuidados.

Os responsáveis foram autuados por crime ambiental, assinaram o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e responderão na Justiça Criminal.

A PRF informou que os pássaros foram encaminhados aos cuidados do órgão ambiental local, onde ocorrerá a triagem e os primeiros cuidados para depois serem devolvidos a natureza.

O retorno ao habitat natural nem sempre é um processo rápido. Além de tratar a saúde, os animais precisam reaprender funções básicas como voar e caçar.

No contexto das ações relacionadas ao meio ambiente, em 2019, a PRF na Bahia resgatou 3.630 animais silvestres vivos e a maior parte deles, após serem alimentados e tratados por profissionais, foram reinseridos na natureza.

A PRF alerta que as denúncias nas rodovias podem ser realizadas através do telefone 191, que funciona em todo o Brasil. A ligação é gratuita e não é preciso se identificar. Vale ressaltar que é crime a caça predatória, o tráfico e a criação ilegal de animais silvestres. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!