Homem morre quatro dias após ser espancado na “pipoca do Kannário” - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

sábado, 29 de fevereiro de 2020

Homem morre quatro dias após ser espancado na “pipoca do Kannário”


Um homem que foi espancado na Avenida Carlos Gomes, no circuito carnavalesco do Campo Grande, em Salvador, morreu na noite de quinta-feira (27/2) no Hospital Geral do Estado (HGE). Ele estava internado na unidade de saúde desde a segunda-feira (24/2) após curtir a pipoca do cantor Igor Kannário. 

A informação foi confirmada ao Aratu On por amigos de Deiglesson Santos Santiago, 31 anos. Sem se identificar, eles contaram que o rapaz foi surpreendido perto do quartel do comando-geral da Polícia Militar, na entrada da Avenida Sete de Setembro, por um grupo composto por cerca de 40 homens que seguiam em direção a um restaurante. Os bandidos, segundo testemunhas, cantavam músicas de facção e procuravam briga. 

Deiglesson era descrito como trabalhador pelos amigos. Ele tinha carteira assinada e, mesmo assim, fazia mototáxi e entrega de pizzas. Morador do bairro do IAPI, foi socorrido por foliões para um posto de saúde montado no circuito, mas foi encaminhado para o HGE por conta da gravidade do caso. A vítima, sustentam ainda os conhecidos, era uma pessoa “tranquila e sem envolvimento com a criminalidade”. O homem deixa mulher e enteada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!