Cocaína apreendida no porto de SSA estava em carregamento da Bracell; empresa diz não ser investigada pela PF - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Cocaína apreendida no porto de SSA estava em carregamento da Bracell; empresa diz não ser investigada pela PF


O carregamento de celulose onde foram encontrados 1.212 kg de cocaína no Porto de Salvador, no fim de janeiro, pertencia a empresa Bracell, segundo informações. Em nota, a empresa afirmou que não tem nenhuma relação com a carga de droga. Disse ainda que não é alvo das investigações da Polícia Federal (PF).


A cocaína, avaliada em R$ 172 milhões, seria transportada em um navio que tinha como destino final o Porto de Le Havre, na França.
A droga foi encontrada no dia 31 de janeiro durante operação conjunta entre a Receita Federal e da PF.
Em 2003, a Bracell começou as operações no Brasil, com a aquisição da BSC (Bahia Specialty Cellulose) e da Copener (Florestal) na Bahia. Atualmente, a empresa também está em São Paulo e tem escritórios de vendas na Ásia, Europa e Estados Unidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!