La Vue: Após chorar em depoimento, Justiça intima Geddel a apresentar alegações finais - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

La Vue: Após chorar em depoimento, Justiça intima Geddel a apresentar alegações finais


A juíza substituta da 5ª Vara da Seção Judiciária de Brasília, Diana Wanderlei, intimou o ex-ministro Geddel Vieira Lima a apresentar alegações finais no âmbito da ação penal na qual ele responde por supostas ameaças ao ex-ministro da Cultura Marcelo Calero. O emedebista terá 30 dias, contados a partir da última terça-feira (14), quando aconteceu a publicação do despacho.

As alegações finais representam a última manifestação do advogado dentro de um processo antes de ser proferida a sentença. Isso quer dizer que o imbróglio envolvendo o edifício La Vue, localizado na Ladeira da Barra, em Salvador, está muito perto de ter um desfecho. As alegações de Geddel serão recebidas após o Ministério Público Federal (MPF) apresentar também as últimas documentações.

Em novembro do ano passado, quando prestou o último depoimento à Justiça, Geddel e se defendeu das acusações de ameaçar o ex-ministro Marcelo Calero para liberar as obras do empreendimento de luxo. À época, ele afirmou que Calero "faltou com a verdade", porque a conversa entre os dois foi "transparente" e "clara".

Além de Geddel, o ex-presidente Michel Temer também foi chamado a depor, uma vez que as tratativas aconteceram ao longo de seu mandato. Assim como o baiano, ele negou ter pressionado Calero na liberação do empreendimento.

A denúncia foi proposta em novembro de 2016, quando Marcelo Calero, já fora do governo, disse à Polícia Federal que Temer e Geddel o teriam ameaçado para liberar a obra, que estava embargada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão subordinado ao ministério.

À época, o então porta-voz de Temer, Alexandre Parola, declarou que o presidente havia procurado o ministro da Cultura para tentar resolver o "impasse" que envolvia Geddel, não para pressioná-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!