Leonardo DiCaprio divulga foto de área indígena no Brasil com mensagem ‘fora garimpo’ - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Leonardo DiCaprio divulga foto de área indígena no Brasil com mensagem ‘fora garimpo’


Leonardo DiCaprio, ator americano, postou nesta quinta-feira (26) uma imagem de um encontro entre povos indígenas brasileiros. Os índios se posicionam e formam as palavras “Fora garimpo” em denúncia às extrações ilegais de minério nas terras das etnias Yanomami e Ye’kwana, em Roraima e no Amazonas.

“Fora garimpo” – uma poderosa mensagem dos povos Yanomami e Ye’kwana do Norte do Brasil para o mundo. Apesar das leis brasileiras considerarem ilegal a mineração nas terras indígenas Yanomami, milhares de garimpeiros entraram recentemente no parque, uma das maiores reservas indígenas do Brasil, e espalharam malária e contaminaram os rios com mercúrio”, disse o post.

“A invasão ocorre após o corte no orçamento das operações policiais da Amazônia no Brasil, deixando as áreas protegidas vulneráveis ​​à exploração. A última vez em que houve uma invasão dessa escala foi na década de 1980, quando cerca de um quinto da população indígena morreu devido à violência, à malária, à desnutrição, ao envenenamento por mercúrio, entre outras causas. Em um recente encontro das lideranças Yanomami e Ye’kwana, os povos enviaram uma carta às principais autoridades do Executivo e do Judiciário brasileiro. “Não queremos repetir essa história de massacre”, completou DiCaprio.

A foto foi concedida pelo Instituto Socioambiental (ISA), organização que trabalha em diferentes áreas da Amazônia, como a bacia do Xingu, no combate ao desmatamento e na proteção dos povos tradicionais.
Encontro em Roraima

O G1 noticiou em 27 de novembro a denúncia dos povos indígenas do Amazonas e Roraima. As lideranças divulgaram uma carta aberta em que voltaram a falar sobre a presença de garimpeiros ilegais na região e alertaram para o risco de massacre.

O texto, que é assinado por lideranças das etnias Yanomami e Ye’kwana, foi elaborado durante uma reunião que ocorreu na reserva, na região do Demini, em Roraima. Ele foi lido pela deputada federal Joênia Wapichana (Rede-RR) durante audiência pública na Câmara dos Deputados no dia 26 de novembro.

“Os garimpeiros estão envenenando as pessoas e contaminando nossos rios, nossos peixes, nossos alimentos e espantando nossa caça. Sabemos que o mercúrio usado no garimpo está contaminando nosso povo”, diz um dos trechos da carta. “Essa é a mensagem de todos os Yanomami e Ye’kwana juntos para todo o planeta”.

No início de novembro, uma manifestação de garimpeiros deixou a BR-174, principal rodovia de Roraima, fechada por quatro dias. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!