Multas por transitar em faixa ou via exclusiva em Salvador caem mais de 50% - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Multas por transitar em faixa ou via exclusiva em Salvador caem mais de 50%


O número de multas por transitar na faixa ou via exclusiva para transporte público coletivo de passageiros em Salvador caiu em mais de 50%, de janeiro a setembro deste ano, se comparados com o mesmo período de 2018. As informações são Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador).

De acordo com o órgão, a queda expressiva no número de notificações pode ser atribuída ao trabalho de educação e conscientização no trânsito que vem sendo desenvolvido pela Prefeitura.

Nos primeiros nove meses de 2018, 23.141 condutores foram flagrados cometendo a infração, que foi considerada a terceira maior causa de aplicação de multas na capital baiana – atrás apenas dos motoristas que desrespeitaram a velocidade máxima permitida em até 20% e aqueles que estacionaram em locais proibidos e especificados pela sinalização. Já nesse mesmo período, em 2019, foram 11.582 notificações e a infração passou a ser a quinta mais praticada no trânsito.

A capital baiana possui três faixas e vias exclusivas para ônibus: uma localizada ao longo da Avenida Paulo VI, na Pituba; e duas nas Avenidas Vasco da Gama e Antônio Carlos Magalhães.

De acordo com artigo 184, parágrafo III, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), condutores que infringem a lei cometem infração gravíssima e podem pagar multa no valor de R$293,47, além de perder sete pontos na carteira de habilitação e ter o carro apreendido. A fiscalização para este tipo de infração é feita pelos agentes da Transalvador. Eles podem notificar o condutor por meio eletrônico (fotossensores) ou ainda por flagrante, ou seja, o agente pode notificar o motorista infrator exatamente na hora da infração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!