Ministro da Defesa da Bolívia renuncia ao cargo - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Ministro da Defesa da Bolívia renuncia ao cargo


A crise política na Bolívia parece estar longe de terminar. Após o presidente Evo Morales renunciar ao cargo no último domingo (10), agora foi a vez do ministro da Defesa, Javier Eduardo Zavaleta López, na noite de ontem (11). Javier é décimo terceiro ministro a renunciar ao ex-gabinete de Evo Morales, na crise que se instalou após as eleições presidenciais.

A sua carta de renúncia foi postada no twitter do Ministério da Defesa. Segundo Javier, sua vontade "foi preservar a institucionalidade das Forças Armadas a serviço da população" e não contra ela.

"Nunca ordenamos que nossos soldados e marinheiros manejassem uma arma contra seu povo e nunca a daremos", disse Zavaleta. “O Estado que construímos é uma Bolívia na qual os militares devem defender sua pátria ao lado de seu povo e não contra ele; portanto, a responsabilidade de apontar armas contra o povo será quem levou a isso”, afirmou Zavaleta. "Uma questão política não é resolvida aumentando o calibre de repressão contra seus compatriotas. As balas não são a resposta ou a solução. Política são ideias contra ideias e não o zumbido de balas”, diz o texto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!