Em recomeço, dona da Ricardo Eletro mira novas lojas e crediário online - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Em recomeço, dona da Ricardo Eletro mira novas lojas e crediário online


Pouco mais de um ano após ser assumida por um fundo que investe em companhias em dificuldade, em meio a uma dívida bilionária com bancos e fornecedores, a Máquina de Vendas, dona da bandeira Ricardo Eletro, tenta se recolocar. A empresa, que na última década chegou a disputar com as maiores varejistas de eletrodomésticos do país, lança nesta semana um pacote de serviços digitais e planeja abrir 50 novas lojas em municípios com menos de 50 mil habitantes.

A Máquina de Vendas já teve mais de 1.100 lojas. Quando entrou em recuperação extrajudicial, em agosto de 2018, chegou a 630 e hoje tem 460. Segundo Luiz Wan-Dall, presidente da rede, além das 50 novas unidades, cerca de outros 20 pontos passarão por retrofit no primeiro trimestre de 2020.

Wan-Dall diz que a marca deixa de priorizar preço mais baixo para investir no relacionamento com o público. "Isso nos coloca em uma condição de igual com as grandes e acima das regionais, que ainda não se digitalizaram", afirma ele.

Com foco no consumidor desbancarizado, a Máquina de Vendas lançou nesta segunda-feira (11) um crediário digital com limite pré-aprovado. Uma nova versão do site entra no ar na madrugada de quinta-feira (14), a tempo da Black Friday, de acordo com Wan-Dall.

Segundo o executivo, a empresa poderá conceder R$ 120 milhões de crédito em seis meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!