Após ameaça de Bolsonaro, Gleisi Hoffmann diz que Lei de Segurança Nacional deve ser usada para filho do presidente - SAJ PUBLICIDADE

DESTAQUES

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Após ameaça de Bolsonaro, Gleisi Hoffmann diz que Lei de Segurança Nacional deve ser usada para filho do presidente


A deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, rebateu a declaração do presidente Jair Bolsonaro, que disse que o ex-presidente Lula poderia ser enquadrado na Lei de Segurança Nacional (LSN), caso a ordem pública fosse afetada por conta da soltura dele.

“O presidente Lula é um democrata. Ele sempre fez política andando o país e isso nunca conturbou a ordem. Aliás, muito pelo contraio, não houve mais tempo de mais paz social e prosperidade no Brasil do que quando Lula foi presidente. Lula é uma expressão do povo dentro dos marcos da democracia”, disse Gleisi, nesta quinta-feira (14), em entrevista coletiva durante a reunião da Executiva Nacional do PT, em Salvador.

Gleisi aproveitou para alfinetar o deputado federal Eduardo Bolsonaro e disse que a Lei de Segurança Nacional (LSN) deveria ser usada para o filho do presidente.

“Se Bolsonaro quer aplicar Lei de Segurança Nacional, que faça para o filho dele, que é incentivador da invasão da embaixada da Venezuela, que defende o AI-5 e que prega a ditadura. Isso cabe para eles, não para nós. O presidente Lula é um homem da democracia e sempre lutou pela pacificação”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a sua opinião!